Caesb é exemplo de sustentabilidade no DF

Companhia valoriza gestão ambiental com ações de economia de água, energia e descarte correto de resíduos

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), a Caesb dá exemplo em sustentabilidade com o Complexo Administrativo onde está localizada a sede da Companhia. Desde a concepção do seu projeto, o Centro de Gestão Águas Emendadas procurou utilizar diversas medidas para aumentar a eficiência energética, promover o uso racional da água e elevar a qualidade do ambiente para os usuários.

A palavra de ordem é a economia. As torneiras dos banheiros possuem desligamento automático. Os vasos sanitários funcionam com descarga a vácuo, semelhante a dos aviões, que utilizam 1,2 litros de água por acionamento. Uma descarga comum utiliza, em média, de 12 a 20 litros de água.

Com este sistema, o consumo médio anual para 900 pessoas, é de 855m³, o que representa uma economia de 90% de água. Além disso, a água da chuva é reaproveitada para irrigação da área verde e para reserva de incêndio.

A acessibilidade e a economia de energia também são pontos fortes na Sede da Companhia. Os prédios são interligados, não sendo necessário sair de um bloco para entrar em outro. Toda estrutura é adaptada aos portadores de necessidades especiais, com rampas e elevadores. Esquadrias em forma de persianas diminuem a intensidade de calor, o que resulta em economia de energia, pelo menor uso do ar condicionado.

O projeto privilegiou, desde a idealização até a concretização, modernidades política e ambientalmente corretas. Na construção foram utilizados perfis metálicos laminados, que possibilitam rapidez na execução da obra, melhor acabamento estético, leveza visual, precisão na montagem, certificação com garantia de qualidade e outros.

Gestão ambiental na Companhia

Quanto aos procedimentos de gestão de resíduos sólidos, a Caesb realiza coletas seletivas e destinação ambientalmente adequada dos resíduos especiais, considerados perigosos e que são originados nos processos de tratamento de água, de esgoto e nos laboratórios de análises, tais como: produtos químicos, resíduos das atividades de manutenção e operação dos sistemas como derivados de petróleo (óleos e graxas lubrificantes), pilhas, baterias e lâmpadas mercuriais; e os recicláveis, como resíduos de papel e papelão, materiais metálicos, vidros e plásticos.

Em 2014, a Caesb investiu cerca de R$ 27 mil em resíduos coletados. Foram recolhidos mais de quatro mil quilos de resíduos especiais e sete mil lâmpadas mercuriais nas unidades da companhia. As lâmpadas fluorescentes possuem materiais químicos perigosos para o meio ambiente e à saúde humana, como o mercúrio e o chumbo. Com a destinação correta dessas lâmpadas todos os seus componentes (mercúrio, vidro e alumínio) são reciclados, ou seja, é o retorno de cada elemento à cadeia produtiva. Estas lâmpadas foram coletadas juntamente com a empresa Ambserv, que foi contratada por meio de licitação com o objetivo de recolher, descontaminar e prover a destinação ambientalmente correta para estes resíduos.

A Companhia também recolheu 1.771 pilhas e 27 baterias que foram encaminhadas ao Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU) para que se proceda a adequada destinação final. Além disso, cerca de quatro toneladas de papel foram doadas à cooperativa 100 Dimensão para serem recicladas.

Postagens mais visitadas deste blog