Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

Talentos a serviço da comunidade condominial

Imagem
A função de síndico surgiu no Brasil no ano de 1964 com a Lei Federal que estabeleceu as bases para o funcionamento de um Condomínio, sendo ele responsável por manter a ordem, a disciplina, a segurança e a legalidade do Condomínio.
Porém ao longo do tempo esta função se viu cercada por uma série de estereótipos e por uma execração, capitaneada pela falta de conhecimento sobre a responsabilidade que comporta o exercício desta atividade.
Chama a atenção como todas as publicações voltadas para a Administração de Condomínios se atêm somente em difundir artigos e informações sobre os deveres, obrigações, compromissos, tarefas, atribuições, enfim responsabilidades dos síndicos, onde a sua aparência, suas atitudes, procedimentos são severamente julgados. Raríssimos são os artigos ou comentários sobre a árdua tarefa exercida por um contingente de pessoas sobrecarregadas e desconsideradas em suas atuações por alguns condôminos que, muitas vezes, buscam turvar a limpidez de seus atos. Em todas as…

Praia sem dor de cabeça

Imagem
Como manter a ordem e a boa convivência entre os vizinhos num condomínio que fica no litoral
O litoral costuma ser um dos destinos escolhidos para as férias, feriados prolongados e qualquer folga que se tenha durante o ano nas grandes cidades. E é claro que o programa mais cobiçado é passar o dia relaxando entre a areia e o mar. Mas na hora de voltar para casa, mesmo quando há entrada diferenciada para banhistas, muitas pessoas não se importam e deixam o caminho do prédio todo sujo de areia e água, o que costuma causar irritação entre os moradores. Como resolver questões como essa?

De acordo com Rodrigo Vieira, sócio-diretor de uma consultoria de imóveis no Guarujá, litoral de São Paulo, não existe um padrão que deva ser seguido em todos os condomínios praianos. “A convenção de cada prédio deve conter as especificações para o comportamento da volta da praia e a punição para quem desrespeitar”, emenda.

Cada item em seu lugar

Imagem
Há alguns resíduos que não devem ser jogados no lixo do dia a dia e precisam ser separados e ter descarte especial
Diariamente, milhares de sacos de lixo são recolhidos nas grandes cidades e, consequentemente, nos condomínios. O lixo comum é dividido entre orgânico ou úmido (restos de comida, papel higiênico, papel toalha sujo e pequenas sujeiras da limpeza de casa) e seco: plástico, vidro e papelão, que devem ir para a reciclagem. Mas o que fazer quando há algum material que oferece risco a quem vá manuseá-lo?

ASSOSÍNDICOS abre inscrições em Curso de Síndico com Ênfase em Gestão de Condomínios

Imagem
Aulas são ministradas por síndicos, advogados, contadores, administradores, comunicadores, síndicos e engenheiros e abordam temas como legislação de condomínios, noções de contabilidade, noções de administração, engenharia, comunicação, eventos e sustentabilidade.








Com o objetivo de apoiar a gestão do síndico e aumentar a profissionalização do síndico e funcionários de condomínios a Associação de Síndicos e Subsíndicos do Distrito Federal e Região Metropolitana criou dois programas um voltado para a qualificação e profissionalização de síndicos e futuros síndicos profissionais chamado de “Escola de Síndicos”,  já o outro programa da associação é o “ Qualifica Condomínios” que visa a qualificação e requalificação de pessoas que trabalham ou que pretendem trabalhar em condomínios.
A associação oferece cursos gratuitos está com as inscrições abertas para o curso de Curso de síndico com Ênfase em Gestão de Condomínios O curso ocorrera em Águas Claras em todas as terças e quintas de março de …

Brasilienses fazem o movimento pela Escola de gestão Comunitária de volta

Imagem
Emerson F. Tormann
Escola de Gestão Comunitária - EGC, programa de governo que teve início em 2012 foi descontinuado na atual gestão de Rodrigo Rollemberg
Auditório lotado para curso de formação de síndicos - Foto: Emerson F. Tormann 
Desde que foi instituída no ano de 2012 a ECG já formou mais de 4 mil pessoas. A Escola de Gestão Comunitária foi criada pela Administração Regional de Brasília do Governo do Distrito Federal, atual Administração do Plano Piloto, com o intuito de apoiar o trabalho das lideranças comunitárias, por meio da capacitação profissional de zeladores, porteiros, síndicos, empreendedores, lideranças, prefeitos de quadras e membros de associações de moradores.
Estavam previstos para o início deste ano, conforme consta na página da Administração do Plano Piloto, quatro cursos da EGC. As pessoas têm feito suas inscrições através dos formulários publicados no site da Administração Regional do Plano Piloto, mas ao pedirem maiores informações ou mesmo ao comparecerem ao loc…